Your address will show here +12 34 56 78
Ambiente de trabalho, Código de Ética, Fique por Dentro, LGPD


O compliance consiste na adoção de um conjunto de medidas de controle interno e externo, em relação à governança corporativa, voltado para o cumprimento da legislação e padrões éticos de comportamento empresarial socialmente aceitos e responsavelmente estabelecidos.

Desse modo, são reduzidos substancialmente os riscos de responsabilização civil, penal e administrativa da empresa e de seus gestores ou ainda, o compliance ajuda a reduzir riscos de danos à imagem da empresa.

Essa área é de extrema importância para diversos tipos de negócio e ela se faz necessária em praticamente tudo aquilo que envolva o cumprimento correto com leis e regulamentos. Mas você sabia que isso também se aplica no futebol? Não só se aplica como é essencial para o andamento e a evolução do clube. Siga nesse post e entenda mais sobre como o compliance está presente no mercado do futebol.

Compliance no futebol

Esquemas de compliance e integridade, tradicionalmente fora de questão para os clubes de futebol, ganharam destaque nos últimos anos. Isso é, em grande parte, devido à necessidade das empresas que patrocinam o esporte se distanciarem dos escândalos de corrupção recorrentes no passado recente.

Uma série de controles internos e externos relacionados à governança corporativa, desenvolvidos para atender a padrões legislativos e éticos de conduta empresarial socialmente aceitos e estabelecidos com responsabilidade, reduzem significativamente a responsabilidade civil, criminal e administrativa da empresa e de seus administradores, mesmo que seja para reduzir o risco de prejudicar a imagem da empresa.


Compliance e futebol

Importância do compliance para clubes sul americanos

Além de clubes das principais ligas europeias, clubes norte-americanos e alguns outros exemplos ao redor do mundo que adotaram práticas de gestão empresarial, mudar toda a cultura é um grande desafio para os clubes de futebol e para aqueles que ocupam cargos de comando, especialmente clubes sul-americanos.

Isso porque, enquanto na América do Norte e na Europa o compliance no futebol faz parte do dia a dia da gestão dos negócios esportivos, no futebol sul-americano, principalmente no Brasil, o tema ainda é visto como algo novo, sem a devida divulgação. Isso não se resume apenas ao compliance no futebol, essa questão de mudança de cultura é um desfio que diversas áreas enfrentam, principalmente as áreas empresariais. Esse é um dos grandes desafios que o compliance precisa cumprir. 

As discussões focam em como os clubes lidam com questões relacionadas a controle, fiscalização e governança, questões que, embora muito relevantes, ainda são pouco representadas no Brasil. Mas não podemos deixar de lado questões relacionadas, como o novo modelo de clube corporativo e patrocínio corporativo que podem surgir como conflito de interesses quando um atleta também é dono de um clube de futebol.

Sabemos que, através de patrocínio, investimento de recursos próprios, venda de produtos ou outros, os clubes de futebol movimentam milhões todos os anos. Agora, como qualquer empresa, o futebol é um negócio e é urgente que os clubes ajustem a sua gestão, apostem no profissionalismo e tomem medidas para implementar operações mais transparentes.

Por muitos anos, o Brasil demorou a adotar novas técnicas de gestão. O país só agora começa a caminhar no mesmo ritmo da Rússia e dos EUA no que diz respeito à transparência financeira e gerencial. [DESENVOLVER] Isso se deveu, em grande parte, a uma lei aprovada em 2015 chamada Programa de Modernização da Gestão e Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (PROFUT). [HIPERLINK DA LEI]

Compliance e copa do mundo

A copa de 2018 trouxe vários momentos marcantes para todos, para alguns momentos de felicidade, para outros nem tanto assim…, mas de qualquer forma esses momentos se somam e deles podem ser extraídos muitos aprendizados. Exemplos disso foram duas situações em que o compliance no futebol se mostrou e fez diferença nas situações nessa época.

Kolinda x França

A França levou o título de melhor seleção, porém teve de dividir as manchetes mundiais com as reportagens acerca das condutas da presidente da Croácia, Kolinda Brabar-Kitarović.

Segundo o site Mediatoolkit, que realiza levantamento de dados, as publicações sobre ela superaram 25% as da seleção croata, durante o jogo da final. Se somados com as notícias sobre o país que lidera, foram mais de um milhão de artigos e 60 bilhões de visualizações. O número supera tudo que já foi publicado on-line em toda a história da Croácia.

A presidente roubou a cena, como afirmou o governo croata, ao descontar de seu salário os dias em que ficou afastada para torcer na Copa, bem como comprar suas passagens de avião na classe econômica e seus ingressos para assistir ao mundial com recursos próprios. Ela ainda recusou a área VIP em algumas partidas, para estar junto de seu povo na arquibancada.

A repercussão das condutas absolutamente adequadas, éticas e transparentes da presidente croata, demonstra que o comportamento antiético e a apropriação do patrimônio público em prol dos interesses particulares de políticos tornaram-se algo tão corriqueiro, que as atitudes corretas e de caráter passam a ser vistas como anormais, chegando até ao ponto de impressionar, virando notícia de destaque mundial.

As escolhas de Kolinda refletem o primeiro pilar de um Programa de Compliance efetivo, o apoio incondicional da alta administração e a gestão pelo exemplo. Isso é algo de extrema importância para que o compliance funcione da melhor maneira possível, além de ser algo essencial para que a cultura da empresa seja modificada. As diversas áreas da empresa precisam saber que os cargos mais altos também seguem a risca as normas e as condutas éticas para se inspirarem no exemplo e contribuírem dessa mesma forma. 

Exemplos de atitudes responsáveis e alinhadas a valores justos e verdadeiros, demonstram o comprometimento do líder e são fundamentais para garantir os esforços da organização em direção à cultura da ética e da transparência. Se a autoridade máxima não tiver condutas éticas, nenhum outro as terá.

A Croácia, representada através do carisma e das atitudes dignas de sua presidente, ganhou a simpatia nacional. Isso demonstra que estar em conformidade reflete diretamente na boa reputação.



Futebol e compliance no Brasil

 

Nem tudo deve ser postado

Alguns brasileiros aproveitaram o evento para fazer e publicar em suas redes sociais, vídeos de mulheres de outras nacionalidades repetindo palavras de baixo calão. 

A má-conduta levou um deles, funcionário da LATAM, a ser demitido e trouxe à tona a discussão acerca do nexo existente entre o comportamento pessoal e profissional.

Sabe-se que a linha que divide esses comportamentos é muito tênue: pessoas físicas são associadas à marca da pessoa jurídica em que trabalham, assim como seus comportamentos também o são. Não há como dissociar. Quando se trabalha em um lugar é natural que terceiros acreditem que ambos partilhem de valores comuns.

Em nota, a empresa respondeu que: “nós da LATAM Airlines Brasil repudiamos veementemente qualquer tipo de ofensa e prática discriminatória e reforçamos que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. Confirmamos que o rapaz que aparece no vídeo faz parte do quadro de colaboradores da companhia e seguimos apurando os fatos”.

A empresa comprovou que leva a sério seu código de conduta que proíbe piadas que expõem alguém, ridicularizem, ofendam o indivíduo de uma determinada raça ou religião, entre outros, e que impõe o dever de cuidado “com sua imagem e com as informações ou ilustrações que publica em Redes Sociais”.

A resposta da LATAM representa a prática de Compliance de resposta rápida à uma crise de integridade e imagem empresarial.


Como a tecnologia pode auxiliar nesse cenário?

Ficou claro que estar em conformidade com a ética e com documentos importantes é essencial para que o compliance no futebol garanta estabilidade para a organização. Mas muitas vezes, algumas situações fogem do controle dos profissionais justamente pela enorme demanda. Visando isso, criamos o clickCompliance, um software de compliance que junta todo o necessário para se fazer um trabalho bem feito em uma só ferramenta. 

Para saber mais sobre essa solução inovadora, entre em contato conosco e agende uma demonstração! 

Outros conteúdos sobre como o compliance influencia no mercado estão disponíveis no blog do clickCompliance. Não deixe de conferir!
0

Ambiente de trabalho, Código de Ética, Ética, Programa de Integridade, Programa de Integridade


A ética é um dos princípios fundamentais que devem nortear o ambiente de trabalho.
Para isso, é necessário que todos os funcionários assumam o compromisso de manter um comportamento que reflita as normas e os valores da empresa.

Em linhas gerais, a ética profissional pode ser compreendida como um conjunto de parâmetros estabelecidos não só pela profissão exercida, mas também pelo ambiente de trabalho. Por meio deles, o colaborador é guiado a tomar atitudes corretas e honestas diante das mais variadas circunstâncias.

Neste conteúdo, vamos abordar o que é código de ética e quais os fatores necessários para garantir relações de trabalho saudáveis. Boa leitura!



O que é código de ética?


É o documento responsável por registrar formalmente os pilares éticos que serão seguidos pelos profissionais.
Dessa forma, é importante que as organizações elaborem o seu próprio guia a fim de que ele reflita sua identidade.
Organizar um padrão ético para as relações de trabalho é uma forma de oferecer:
  • mais transparência nos processos;
  • ambiente respeitoso e saudável;
  • satisfação dos profissionais;
  • compliance e excelência.



Como desenvolver a ética nas empresas?


Uma conduta ética é fundamental para a longevidade dos negócios.
É por meio dela que a empresa conquista a confiança, o respeito e a admiração de seus diferentes públicos — colaboradores, parceiros, investidores e consumidores.

A ética deve ser a base da cultura organizacional da empresa
, por isso precisa ser considerada no momento de definição da visão, da missão e dos valores da empresa. Saiba mais sobre cada um deles:

  • missão: é o propósito de existência da empresa;
  • visão: é onde ela quer chegar no futuro;
  • valores: diretrizes que norteiam seu trabalho.

A partir dessa definição, será necessário disseminar uma cultura organizacional ética entre os funcionários. Para isso, é aconselhável:

  • avaliar a consonância entre o perfil do profissional e o posicionamento da empresa durante os processos seletivos para novas contratações;
  • elaborar um código de ética que informe sobre a cultura organizacional de forma clara;
  • ter uma equipe ou profissional responsável pelo compliance para promover a conformidade e a integridade na empresa;
  • criar ações que reforcem a cultura organizacional ética no dia a dia, como a realização de palestras, campanhas e treinamentos de compliance.


Como elaborar um código de ética?


O código de ética é um documento fundamental para construção, registro e consolidação dos pilares éticos da empresa. Veja como elaborar o documento:

  • crie uma comissão responsável pela elaboração do documento. Reúna profissionais do jurídico, RH, setor de compliance e membros da alta direção;
  • o conteúdo deve reunir as informações sobre as diretrizes internas que devem ser seguidas por todos, incluindo as políticas de compliance e as sanções em caso de descumprimento das normas;
  • as informações devem ser escritas de forma objetiva, evitando um linguajar técnico que prejudique a compreensão dos colaboradores;
  • utilize exemplos de situações que ilustrem as informações apresentadas pelo código de ética para facilitar a leitura e o entendimento;
  • revise o material para garantir que ele esteja conforme os direitos trabalhistas e constitucionais, além de não apresentar erros ortográficos ou semânticos.

Ética e compliance: qual é a relação?


O código de ética nas empresas diz respeito ao comportamento em concordância com as normas e os valores difundidos pela cultura organizacional. Já o compliance está relacionado à conformidade com a legislação vigente.

Diante dessas definições,
é possível perceber que ambos estão intimamente associados. O compliance avalia quais procedimentos devem ser implantados na rotina da empresa para evitar o descumprimento de leis. Já o comportamento ético busca seguir tais direcionamentos.
 



Ética no trabalho: qual é a conduta esperada?


Para manter uma postura ética no trabalho, é necessário estar de acordo com a cultura organizacional da empresa, respeitando suas normas e valores. Mas, em geral,
há alguns pilares éticos que são comuns a todos os ambientes de trabalho:

  • capacidade de fazer e receber críticas;
  • reconhecimento do mérito do outro;
  • gerenciamento de tempo;
  • responsabilidade;
  • confiabilidade;
  • honestidade;
  • disciplina;
  • respeito.

E como as empresas devem manter a ética com os funcionários?

  • garantindo que as regras sejam aplicadas para todos os colaboradores;
  • tratando os funcionários com respeito e equidade;
  • comunicando as políticas internas claramente;
  • cumprindo os direitos trabalhistas.

Quais os benefícios da ética profissional para a empresa?


Uma cultura organizacional ética e transparente resulta em vários benefícios para a empresa, como:
  • aumento do engajamento e da produtividade;
  • conformidade com a legislação vigente;
  • mais satisfação dos colaboradores;
  • melhoria do clima organizacional;
  • longevidade dos negócios;
  • aumento de credibilidade.


Como o clickCompliance pode ajudar a sua empresa?


O clickCompliance oferece soluções tecnológicas que contribuem para difundir os pilares éticos nas organizações.

Além do software para treinamentos, usado para auxiliar os colaboradores a fixar as normas e valores da empresa, você também pode contar com o
software para aplicação de formulários, que ajuda na detecção e no acompanhamento de riscos como conflito de interesses.

O
software para governança de documentos automatiza a coleta de aceites sobre o entendimento das políticas corporativas. Já o canal de denúncias é uma porta de entrada para informações sobre posturas antiéticas no ambiente de trabalho.

Acesse o site e
agende uma demonstração para conhecer mais sobre os serviços do clickCompliance!
0

Como fazer
Para construir uma empresa que não abre mão de seus valores éticos, é fundamental criar uma cultura de fortalecimento constante desses princípios, estabelecendo-os com clareza.

Isso porque são eles que irão orientar os comportamentos dos colaboradores de diferentes níveis hierárquicos, assim como as tomadas de decisão das lideranças.

Dessa maneira, junto a missão, visão e valores, a
ética empresarial faz parte dos pilares que sustentam a identidade da companhia e que funcionam como bases para a elaboração das estratégias de negócio.

É por meio da ética no ambiente de trabalho e da boa conduta dos profissionais que a organização pode
crescer de forma saudável.
Benefícios imediatos são percebidos no cotidiano, como aprimoramento do relacionamento e aumento do trabalho colaborativo e da produtividade.


Acompanhe nosso artigo e saiba mais sobre o conceito de ética empresarial, quais ações compõem esses valores no ambiente de trabalho e como colocá-los em prática.

Quais São os Valores Éticos de Uma Empresa?     

Os valores de uma empresa são o conjunto de princípios e crenças que orientam o comportamento dos membros das equipes.

Esses valores são referentes àquilo que a empresa defende, acredita e valoriza, tendo relação também com a
maneira como a instituição busca ser percebida pelo seu público.

Vale ressaltar que cada área e profissão seguem determinado Código de Ética Profissional. O material reúne normas que
devem ser seguidas pelos profissionais no exercício de seu trabalho.


Esse ditame é elaborado pelos Conselhos, que fiscalizam e representam cada profissão em busca de fazer com que os
profissionais estabeleçam uma relação social com o eixo-diretriz do que o ofício prega.


Ética empresarial

Ética Profissional

Ética é uma palavra de origem grega – éthos – e significa “propriedade do caráter”. A ética profissional é tida como sinônimo de deontologia, termo que também deriva de duas palavras gregas – “deon”, que significa “dever”, e “lógos”, que significa “razão”, “lógica” ou “ciência”.

Assim, a ética pode ser compreendida como a
orientação do caráter e a deontologia como a ciência do dever. Ambas cumprem a função de formar a consciência profissional e orientar as condutas que devem ser praticadas pela empresa.

A ética profissional, portanto, tem papel essencial em orientar o bom cumprimento das atividades de uma profissão, seguindo princípios estabelecidos pela sociedade e por grupos de trabalho.

Como vimos, cada profissão tem o seu código de ética próprio, que
pode variar conforme as diferentes áreas de atuação.
Há elementos da ética profissional, contudo, que são universais. Veja alguns exemplos:

  • honestidade;
  • competência;
  • responsabilidade com a profissão, com colegas e com a sociedade.

Assim, podemos perceber que, além da ética empresarial estar associada aos valores éticos e morais de um empreendimento dentro de sua área de atuação, ela também tem efeitos perante seus clientes e concorrentes. Isso porque esses valores são os mesmos que regem a ética como um todo e a conduta dos relacionamentos no meio social.

Algumas práticas organizacionais podem estimular o envolvimento dos colaboradores com os valores éticos, auxiliando no
crescimento sustentável e no fortalecimento da imagem diante do mercado.
Preview
Foto: Drazen Zigic/Freepik



Determine os Valores da Empresa

De modo geral, os colaboradores se pautam pelas atitudes dos líderes da empresa. Por isso, o primeiro passo para colocar a ética empresarial em ação é identificar os valores do seu negócio e inseri-los nas tarefas do dia a dia.

Empreendimentos que apresentam
valores e normas objetivas a respeito do comportamento que esperam de seus funcionários conseguem definir com mais facilidade atividades e estratégias assertivas.

Assim, o foco passa a ser resultados que se sustentarão a curto e longo prazo. A
seleção de profissionais com perfil alinhado a esses valores e o estabelecimento de metas possíveis são alguns exemplos.

Tais normas podem estar presentes nas declarações de visão, missão e valores do estabelecimento ou nos códigos de ética.

É necessário
comunicar ao time de colaboradores as regras e normas de maneira clara. Assim, as pessoas podem entender porque o comportamento ético é fundamental e agir conforme os preceitos estabelecidos.
 

Ética empresarial

É Importante Conscientizar!

É preciso conscientizar as equipes sobre o que significa ética e por qual motivo a conduta profissional traz reflexos positivos tanto para a empresa quanto para os próprios funcionários.

Esse trabalho pode ser realizado por meio de
treinamento de compliance. Ao incentivar esses valores no local de trabalho, os líderes garantem a harmonia em sua equipe e otimizam o desenvolvimento profissional de cada membro do time.

Outro aspecto importante a ser conversado e frisado junto ao time é o fato de o mercado de trabalho estar cada vez mais acirrado.
Essa realidade não deve significar que a disputa entre os profissionais e os empreendimentos seja uma brecha ou desculpa para a ausência ou desvio de atitudes éticas.

Guiados por um código de conduta, com base no
respeito coletivo e na honestidade, todos podem atuar de acordo com a ética empresarial.
Nesse sentido, posturas fundamentadas deixam o ambiente organizacional mais produtivo e satisfatório para o crescimento e o aprendizado dos profissionais.


Reafirme o Posicionamento da Empresa

Os líderes da organização devem reafirmar o seu compromisso em proporcionar integridade aos colaboradores sempre que for possível.
Esse posicionamento leva mais segurança aos profissionais, especialmente àqueles que têm funções operacionais.

Já os colaboradores devem seguir as políticas, atuar de maneira eficiente e cumprir as regras conforme são definidas ou modificadas.

Para proporcionar um ambiente de trabalho harmonioso, essas normas precisam ser percebidas pelos gestores como
fatores necessários para a administração da empresa e para atender ao mercado mutável.
 

Ética empresarial

Faça Avaliações e Auditorias

A auditoria é uma ação importante para que a instituição consiga fazer um diagnóstico sobre os processos e procedimentos de maneira transparente. A empresa pode realizar auditorias:

  • tradicionais;
  • éticas;
  • ambientais;
  • culturais.

As avaliações rotineiras do ambiente de trabalho também ajudam os empresários a entenderem melhor o comportamento de sua equipe. Dessa maneira, é possível fazer ajustes e reduzir falhas, erros e conflitos durante o processo.

É preciso, ainda,
manter o sigilo em eventuais denúncias de atitudes que vão contra os valores éticos da empresa. Os funcionários devem poder confiar na instituição para fazer este tipo de relato, que pode exigir atenção, análise e, até mesmo, medidas punitivas.


Conheça os Nossos Serviços

Como vimos, estar em conformidade com a ética empresarial é uma maneira de otimizar o ambiente organizacional, os relacionamentos e a produtividade do negócio.

Dessa maneira, a implantação de programas de compliance e de integridade é primordial para avançar nos resultados do empreendimento. Recursos tecnológicos são aliados nesse processo.
0

Ter um programa de compliance já é um grande passo para a sua empresa. Você fica protegido legalmente de possíveis ações, atos de corrupção de funcionários, entre outros. Mas o compliance também tem outra funcionalidade muito importante. Ela tem a ver com a cultura da sua empresa. Afinal, não adianta só ter o seu programa se ninguém sabe que tem, ou se você não reflete a cultura de ética e compliance nas empresas na prática.

Mostrar ao mundo que a sua empresa está trabalhando para construir uma equipe que realmente valoriza as boas práticas no dia a dia contribui para a imagem da sua empresa. E além disso, ajuda a comprovar além de só documentos que você está comprometido. Isso pode trazer facilidades como redução de taxa de juros de bancos, por exemplo. Veja abaixo 3 recomendações para consolidar uma cultura de ética e compliance nas empresas.

Pesquisas de clima

Para estabelecer uma cultura de ética e compliance nas empresas, primeiro é preciso avaliar qual é o clima entre os funcionários. Para conseguir construir um sentimento de colaboração, todos precisam estar dispostos a participar do melhoramento da empresa e a seguir a cultura desejada. Para isso, é recomendável fazer pesquisas do clima. Perguntar o que os trabalhadores estão achando, se estão satisfeitos, etc. Ao tentar melhorar o ambiente de trabalho, você cria um clima favorável para implantar a cultura de compliance na sua empresa com sucesso.

Relacionamentos pessoais da alta direção

Uma prática simples, mas que inspira muita confiança, é a alta direção manter relacionamentos pessoais. Isso significa encontrar com clientes e colaboradores pessoalmente para dar o exemplo de ética e compliance nas empresas. Pode ser fazendo visitas aos diferentes locais de trabalho, participando de atividades da empresa, etc. Com isso, você cria o chamado efeito soft power. Ao dar o exemplo de ética e compliance de cima, da alta direção, cria-se um efeito cascata que espalha esse bom comportamento entre os demais stakeholders.

etica e compliance nas empresas

Comunicação interna e endomarketing

Finalmente, deve-se utilizar o endomarketing para disseminar a cultura desejada entre os funcionários e, consequentemente, para o público externo. Isso consiste em organizar eventos para os funcionários (lembrando sempre de incluir a alta direção, os “representantes” da cultura ética na empresa), treinamentos e campanhas internas de marketing sobre o tema.

Uma das ferramentas utilizadas por empresas para estimular essa comunicação é a Intranet. É um espaço comum onde todos podem compartilhar documentos, imagens e demais informações. O programa de intranet da Ímpeto, o Intrashare, inclusive pode ser integrado com o ClickCompliance. Ou seja, você tem ferramentas voltadas para a ética e compliance diretamente na plataforma de comunicação interna. Um exemplo seria o chatbot do ClickCompliance, que você pode conhecer aqui. Ele fica no dashboard do Intrashare para tirar dúvidas dos funcionários sobre compliance e as políticas da empresa.

0