Analista de compliance sênior: salário e principais atribuições

Click to rate this post!
[Total: 1 Average: 5]
Descubra quanto ganha um analista de compliance sênior e o que é necessário para chegar nessa posição. 


Nos últimos anos, o setor de compliance vem ganhando
cada vez mais espaço e relevância nas empresas. Desde a vigência da Lei Anticorrupção no Brasil (lei nº 12.846/2013), há uma maior preocupação das organizações em estar em dia com a legislação e evitar o envolvimento em escândalos. 


Paralelamente à maior compreensão sobre o programa de compliance como um aliado estratégico na promoção de práticas éticas e na mitigação de riscos legais, houve o aumento do interesse sobre essa carreira profissional: o que é preciso para atuar na área?


Consequentemente, as procuras por “analista de compliance sênior salário” seguem crescendo nos mais diversos buscadores. O profissional tem assumido um papel de relevância nas empresas, especialmente, diante do aumento das regulamentações e exigências governamentais, como a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD.


Se você é um profissional que busca estar sempre um passo à frente e deseja atuar em uma área essencial para a integridade das organizações, essa carreira pode ser a escolha certa!


Este conteúdo foi feito pensando, justamente, em responder tudo sobre a carreira de analista de compliance sênior, desde suas responsabilidades diárias até as habilidades necessárias e o caminho para alcançar a posição. Por fim, também apresentamos a média salarial no mercado de trabalho nacional.


Ficou curioso? Leia até o final e descubra tudo sobre como ser um analista de compliance sênior!


Boa leitura!

 

O que é analista de compliance sênior?

O analista de compliance sênior costuma ter graduação em administração, direito, ciências contábeis ou economia. Além disso, certificações em compliance podem agregar valor à formação. Veja alguns exemplos:

 

  • Certificação Profissional em Compliance Anticorrupção (CPC-A)
  • Certificado Profissional em Conformidade e Ética (CCEP)
  • Oficial de Conformidade Certificado (CCO)
  • Examinador Certificado de Fraudes (CFE)

 

Mas o principal pré-requisito é possuir vasta experiência, que garanta uma compreensão aprofundada das complexidades regulatórias. É esperado que o profissional sênior tenha conhecimento sobre a legislação que abrange as áreas fiscal, trabalhista, ética e ambiental, por exemplo.

 

O papel do analista de compliance é garantir que a empresa esteja em conformidade com leis, políticas, normas, regulamentos e resoluções aplicáveis ao negócio. Este trabalho é desafiador, porém, altamente gratificante e especialmente atrativo para aqueles que buscam equilibrar desafios intelectuais com contribuições significativas para o sucesso organizacional.

 

Na prática, o analista de compliance sênior atua na gestão de questões regulatórias e de conformidade em uma empresa, independentemente de seu porte. No dia a dia, suas responsabilidades são diversificadas. Na área financeira, pode:

 

 

Já na esfera jurídica, pode: 

 

  • Interpretar e disseminar as leis pertinentes à empresa, contribuindo para a elaboração do Código de Conduta;
  • Desenvolver projetos de melhoria nas relações com os órgãos reguladores.

 

O analista de compliance sênior também atua na segurança da informação, garantindo a confidencialidade dos dados da empresa. Além disso, está envolvido na implementação de práticas sustentáveis, promovendo a conformidade ambiental e contribuindo para a redução de danos ao meio ambiente.  


Quais as habilidades de um analista de compliance sênior? 

Para atuar como analista de compliance sênior, algumas habilidades são esperadas. Separamos algumas delas para que você entenda qual é o papel desse profissional no dia a dia de uma empresa:

Análise crítica

É uma habilidade esperada, uma vez que é essencial para avaliar a complexidade das leis e regulamentações e interpretar seu impacto nas operações da empresa. 

Comunicação eficaz

Também é vital para um analista de compliance sênior. Frequentemente, é necessário articular, de maneira clara e persuasiva, as políticas e os procedimentos de conformidade para funcionários e as partes interessadas. Além disso, a habilidade é essencial para lidar com auditorias e responder aos casos de irregularidades.

Resolução de problemas

Dada a natureza dinâmica do ambiente regulatório, um analista de compliance sênior deve ser um solucionador de problemas hábil. A capacidade de identificar e resolver desafios complexos é essencial para manter a empresa em conformidade.

Trabalho em equipe

É fundamental, especialmente, em organizações de grande porte. O profissional, muitas vezes, lidera o setor de compliance e precisa colaborar efetivamente com outras partes interessadas, como departamentos jurídicos, financeiros e operacionais.

Gerenciamento de tempo

A gestão do tempo também é indispensável para lidar com as múltiplas demandas da função. Priorizar tarefas, cumprir prazos e coordenar esforços são habilidades essenciais para o sucesso nesse nível.

Pesquisa

Manter-se atualizado sobre as mudanças nas regulamentações exige habilidades avançadas de pesquisa. O analista de compliance sênior deve ser proativo na busca de informações relevantes para garantir a conformidade contínua.

Analista de compliance sênior

Imagem: Freepik


Qual caminho seguir para se tornar analista de compliance sênior? 

Para conseguir chegar a posição de analista de compliance sênior, é necessário seguir um caminho bem estruturado e estratégico. Primeiro, você deve ter o foco na sua formação e, como citamos anteriormente, além de um curso superior, é necessário ter certificados específicos da área. 

Para conquistar o cargo sênior é preciso ganhar experiência profissional. Uma sugestão é iniciar como analista de compliance júnior para iniciar a imersão prática no campo e o desenvolvimento de uma compreensão mais profunda sobre operações e desafios. 

Além da educação formal, é essencial desenvolver habilidades específicas, como: a capacidade de interpretar e aplicar regulamentações, elaborar políticas de conformidade e conduzir auditorias. 

Outra boa dica é participar ativamente da comunidade de compliance, seja por meio de eventos, conferências ou grupos de discussão. Estar com o networking em dia proporciona compartilhamento de conhecimento e oportunidades profissionais.



Quais são as atividades diárias do analista de compliance sênior? 

As atividades diárias do analista de compliance sênior são multifacetadas e desafiadoras, entre elas estão:  

  • Analisar leis, políticas, procedimentos e regulamentos aplicáveis;
  • Identificar possíveis riscos de compliance;
  • Desenvolver e implementar controles para mitigar riscos; 
  • Realizar treinamentos de compliance;
  • Responder auditorias de compliance;
  • Investigar e solucionar violações de compliance. 

O profissional também pode colaborar ativamente com outras áreas da empresa para garantir a integração eficiente de práticas de compliance em diferentes departamentos.



Qual é o salário para a carreira de analista de compliance sênior?

Atualmente, os profissionais que desempenham a função de analista de compliance no Brasil recebem, em média, um salário de R$4,6 mil.

A faixa salarial varia de acordo com o nível de experiência. Para os iniciantes, o salário pode ser de R$ 3,5 mil, enquanto os seniores podem ganhar acima de R$ 6 mil.


É importante destacar que, antes de se tornarem analistas de compliance, 3% desses profissionais trabalhavam como auditores internos. Depois, 2% deles subiram para o cargo de coordenador de compliance. Os dados apontam para o caminho que você deve percorrer para se tornar um profissional especialista em compliance.




Conheça o clickCompliance

Com integrações eficientes e um design profissional, o clickCompliance torna o trabalho de do analista de compliance sênior mais simples, seguro e eficaz.  Agende uma demonstração e descubra como nosso software pode te ajudar!

Author


Avatar

Helen Lugarinho

Apaixonada por tudo o que envolve comunicação, compliance, cultura e pessoas! Novas histórias e desafios me movem.